Breves

As crianças do JI de Safara apresentam-nos um pouco do que foi o seu trabalho no âmbito da Comemoração do 33.º aniversário da Convenção sobre os Direitos das Crianças.


 

A fim de identificar e prevenir possíveis dificuldades visuais e auditivas, o Agrupamento de Escolas de Amareleja e a EPIS promoveram a realização gratuita de rastreios visuais e auditivos a alunos das escolas de Póvoa de São Miguel e Santo Aleixo da Restauração.


 

O Clube Ciência Viva na Escola E.B. Amareleja promoveu no dia 11 de novembro de 2022 uma sessão de astronomia, O Céu do Outono, no âmbito do programa O Espaço vai à Escola, com a colaboração do astrofísico Nelson Nunes.


 

Este ano letivo iniciou-se pela primeira vez um clube ciência viva na nossa Escola. Inscreve-te!


 

Na Escola Básica de Amareleja, comemorámos o final do ano letivo de 2021/2022 com a pintura de um mural com base num dos projetos da AEC, o Educ’Arte, implementado na escola.


 

De 21 a 24 de novembro irá comemorar-se a Semana da Cultura Científica e, nesse âmbito, serão dinamizadas diversas atividades ao longo da semana.


 

Recursos



Visitantes

952531
HojeHoje26
OntemOntem82
SemanaSemana108
MêsMês2439
Desde 1/9/2010Desde 1/9/2010952531
Clube de Proteção Civil

O Referencial de Educação para o Risco (RERisco), destinado à Educação Pré-Escolar, ao Ensino Básico e ao Ensino Secundário, resultou da celebração de um protocolo entre a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) e a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Nesse âmbito, foi criado o Clube de Proteção Civil, no Agrupamento de Escolas de Amareleja, em maio de 2011.

Desde então, que foram tidos em conta os seguintes objetivos:

  • Sensibilizar alunos para a proteção civil;
  • Conhecer protagonistas e intervenientes;
  • Identificar riscos naturais, tecnológicos e mistos;
  • Adquirir hábitos de segurança;
  • Desenvolver competências no âmbito da proteção civil;
  • Promover atitudes e comportamentos adequados em situações de emergência;
  • Construir comunidades mais resilientes.

 


Notícias


 

  • A Terra Treme

No dia 9 de novembro, pelas 11h09, realizou-se o exercício nacional A TERRA TREME.

Esta iniciativa foi promovida pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em colaboração com diversas entidades públicas e privadas, em particular o Ministério da Educação, através da Direção-Geral da Educação (DGE) e da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEsTE) e, procurou chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

Neste dia, toda a comunidade educativa foi convidada a executar os 3 gestos que salvam:

  • Baixar – baixe-se sobre os joelhos, esta posição evita que possa cair durante o sismo, mas permite mover-se;
  • Proteger – proteja a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos e procure abrigar-se, coloque-se se possível sob uma mesa resistente e segure-se a ela firmemente;
  • Aguardar – aguarde até a terra parar de tremer.

Em todos os polos, Amareleja, Safara, Santo Aleixo da Restauração e Póvoa de São Miguel, foi também realizada a evacuação dos edifícios da escola para o respetivo ponto de encontro, que contou com a colaboração de um grupo de alunos inscritos no clube.

O principal objetivo deste exercício, é dar a conhecer aos cidadãos as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar ANTES, DURANTE e DEPOIS de um sismo.

Porque TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!

A responsável pelo Clube da Proteção Civil, Elisabete Vogado e os alunos colaboradores:
6.º B- Leandro Oliveira, n.º 4 e Simão Grilo, n.º 11
7.º A- Lucas Valente
7.º C- Angelina Lúcio, n.º 3, Glória Silva, n.º 6 e Luciana Gorrão, n.º 10
8.º A- Inês Bairinhas, n.º 10, João Torres, n.º 12 e Laura Rosado, n.º 13
9.º A- Ana Fontes, n.º 2, Iara Calado, n.º 6, Leonor Caldeira, n.º 9 e Luana Pinto, n.º 11
9.º B- Ana Carapuça, n.º 1, Duarte Arsénio, n.º 4, Luís Domingues, n.º 8, Luís Camacho, n.º 9, Matilde Caeiro, n.º 10 e Tomás Pires, n.º 12

01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
01/15 
start stop bwd fwd

....


 

  • Divulgação da iniciativa "A Terra Treme"

Esta iniciativa é promovida anualmente pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em colaboração com diversas entidades públicas e privadas, em particular o Ministério da Educação, através da Direção-Geral da Educação (DGE) e da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEsTE) e, procura chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

Tem a duração de apenas 1 minuto, durante o qual os participantes são convidados a executar os 3 gestos que salvam:

  • Baixar – baixe-se sobre os joelhos, esta posição evita que possa cair durante o sismo, mas permite mover-se;
  • Proteger – proteja a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos e procure abrigar-se, coloque-se se possível sob uma mesa resistente e segure-se a ela firmemente;
  • Aguardar – aguarde até a terra parar de tremer.

Assim sendo, no dia 9 de novembro, pelas 11h09min, todos os docentes, técnicos, não docentes e alunos deverão realizar este exercício, bem como a evacuação dos edifícios da escola para o respetivo ponto de encontro.

Os docentes podem tirar fotos dos alunos quando estiverem protegidos debaixo das mesas e depois enviar para a docente Elisabete Vogado ( Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ), para ilustrar a notícia que irá ser publicada no nosso jornal "Jornal 5 Estrelas".

Porque TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!

Para mais informações e dados adicionais, queiram por favor consultar o site www.aterratreme.pt

....


ARQUIVO

2021/2022